____________"Profundo Amar"____________: Janeiro 2011

"Selos de Profundo Amar"

"Profundo Amar"

Os direitos autorais são protegidos pela lei de nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998.
"Violar é crime estabelecida pelo artigo 184 do código penal"
(Caso queira uma cópia, solicite-a e mencione sempre sua autoria)


Conheçam Também:

Grato H²K

31 de jan de 2011

"Meu tema é Você"




Tentei inutilmente ser eu mesmo.
Viver a vida simplista mesmo que sendo a esmo.
No entanto, descubro que neste caminho apenas me perco.
Sou eu mesmo quando estou a teu lado vivendo, mas vivendo mesmo.


Incrível como me faz viver de verdade.
A teu lado sinto vida e também liberdade.
E que fique claro, não vivencio a puberdade.
Falo mesmo de amor verdadeiro tido com maturidade.


Aprendi com a vida lidar com muitas perdas.
Muitas cicatrizes que fizera me perder em veredas.
No entanto, dentre tantas sendas lhe ofereço este poema.
E digo-lhe em palavras exatas que és tu quem tenho como tema.


Agora diante de tantos prazeres.
Posso dizer que é com você que tenho todos eles.
E de tão inutilmente desejar me achar.
Fora em seus braços apenas onde pude me encontrar.



25 de jan de 2011

"Inquietação"




Estou inquieto, me reviro não distingo o que sinto.
Os pensamentos não se definem, resta-me instinto.
Como se faltasse-me algo a aquietar-me.
Um estado que falta e se nega a encontrar-me.


Que palavra define o vazio em sua máxima?
Que canção posso ouvir para silenciar esta lástima?
Inexiste palavra perfeita para esta definição.
Pois, quem tudo sabe sente,  e este só o coração.


Mesmo a felina minha que permanece a meu lado.
Não entende, e sei que a ela isso se faz desagrado.
Sempre companheira, me olha com sinceridade.
É uma gata e não me entende quando digo: "é saudade"


Disse saudade? Essa é a palavra que define tal inquietude?
Talvez seja, mas será ela quem desvencilha-me da plenitude?
Penso, e com um cigarro nos lábios, lembro de seu perfume
Aquele adocicado, que toma-me todo como de costume


Hora de abandonar o teclado.
Apagar mais este cigarro.
Tomar um bom banho demorado.
Ir a teu encontro, pois com você fico extasiado.


Apenas é saudade destes teus lábios.
Que vou agora encontrar e tornar a beijá-los...


20 de jan de 2011

"A Flor Margarida"

Clique na Imagem e conheça Lolipop

Como não participar de uma homenagem feita esta?
Quando se fala desta homenageada temos mesmo é que ter festa!

Obrigado Alexandre Mauj, por ter se lembrado de mim.


Ao se falar de Margarida
Temos por obrigação pensar na vida.
Uma flor tão querida que floresce nos jardins.
Sim, jardins, pois assim defino nossas vidas.

Certa vez um acróstico, palavra bem casada.
Mas palavra alguma seria capaz de definir a homenageada.

Margarida minha querida amiga.
Não é fácil ser flor no jardim da vida.
Temos pragas a nos atacar sempre.
Revelam-se em anonimatos em palavras medíocre.

Sendo flor bela como és, procure parecer ao gira-sol.
Acompanhe tão somente a luz faça dela seu farol.
Não se perca nem se deixe ficar na escuridão.
Pois, alguns nada podem oferecer se não sofreguidão.

Por que Profundo Amar?
Por que este espaço para alma acalentar?
Devo isso a você Margarida.
Que propôs ter o espaço de amor exaltar.

Um tanto pequenino este espaço devo confessar.
No entanto o pequeno espaço de amor a lhe dar.
Olhe a seu redor, pois tem o mundo a lhe dar alento.
Um pequeno cisco neste espaço se faz cinzento.

Uma quem apenas propaga vida.
Uma flor de nome Margarida.
Fica nosso carinho muito sincero.
De querer-te bem, é assim que sempre quero.

Não importa quantos venham tentar lhe derrubar.
Não importa quantos tentem, lhe perturbar.
Pois, cá estamos todos nós apenas a lhe amar.
Pois, cá estamos todos nós amor a lhe propagar.


Viva Banzai




Margarida, a você meu muito obrigado.
Por permitir-me conhecer-te e ter te como amiga querida.



18 de jan de 2011

"Blogagem Coletiva - Minha declaração de Amor"

Essa postagem deve-se à comemoração do Blog "A vida de uma Guerreira", ao qual diga-se de passagem admiro muito, pois de certo amigos e amigas Nilce é sim uma tremenda guerreira, e se fosse vocês ia rapidinho conferir a postagem dela sobre o tema.

Blogagem  Coletiva: "Minha Declaração de Amor"



“O desejo é inquietante e nos toma sem questionar.
A vontade desprovida de egoísmo na forma de se doar.
São intempéries da vida pela qual necessitamos passar.
Dada a circunstância de que o ser nada é se não souber amar”



Um brinde à vida, ao amor de qualquer natureza.
Quando se tem o amor em vida se tem também fortaleza.
O amor não se limita às diferenças esta em toda e qualquer crença.
Seja o amor ao próximo seja o amor a uma simples presença.



Providos de sentidos, tornamo-nos seres incumbidos.
Incumbidos de sentir, e também a propagar sentidos.
Somos peculiares, mas ao mesmo tempo singulares.
Possuímos similaridade, alcançada a duros galgares.



Pediram-me então uma declaração de amor.
Não os passados temperados à dor.
Uma declaração sincera, que provém de alma e coração.
A declaração mais real, pois em vida tenho da vida contemplação.



Assim em resumidas palavras deixo meu confesso.
Sou amante da vida, e do amor vezes em excesso.
Sou ser pensante, que sabe do amor e sua constante.
Sou humano errante e do amor aprendiz inquietante.



Declaro à vida meu amor mais sincero.
O amor pela vida, pois em vida amor espero.
Sou aprendiz da vida e também aprendo na dor.
Pois sei eu que, ao transpor a dor hei de encontrar novamente amor.





12 de jan de 2011

"Amor em Demasia"



As emoções são feitas roda gigante.
Pode demorar a volta, mas sempre pega a gente.
Revoltamo-nos com nossas mentes.
Mas no fim entregamo-nos feito dementes.


É a saudade de outrora que vem e abre a porta.
É a dor estancada que renasce como se fosse em horta.
A sangria desatada da cicatriz pensada cicatrizada.
Das lágrimas infundadas que voltam e fazem morada.


Ai de mim, inútil incapaz de se reaver.
Ai desta dor que fez morada e faz padecer.
Que faço eu de tão errado.
Se não amar sempre em demasiado.





8 de jan de 2011

"Instrumento Teu"



Faça de mim teu instrumento.
Faça nosso este e qualquer outro momento
Deixai passar a dor e qual seja um firmamento


Quero estar contigo a cada pôr do Sol a apreciar.
Quero contigo estar quando o mesmo Sol raiar.
Desejo adormecer emaranhado em teu corpo.
Me permita ser também seu seguro porto.


Sou demasiado amante.
Por ser assim demasiada apaixonante.
Toma-me em teus braços faça me o amor em constante.
Abraça-me e adormece não me deixe jamais de ti distante.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics