____________"Profundo Amar"____________: Outubro 2010

"Selos de Profundo Amar"

"Profundo Amar"

Os direitos autorais são protegidos pela lei de nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998.
"Violar é crime estabelecida pelo artigo 184 do código penal"
(Caso queira uma cópia, solicite-a e mencione sempre sua autoria)


Conheçam Também:

Grato H²K

15 de out de 2010

"Assim sou Eu"



Nasci para amar em demasia
Idolatrar com extrema maestria

Nasci para contemplar em palavras
Perpetuar sentimento às claras

Sou assim extremo em sentir
Mas também hábil ao consentir

Talvez isso tudo faça de mim moribundo
Dos enlaces do amor mero vagabundo

Contemplando a todo o sentimento
Vivendo sem ninguém a dar-me alento

Quer saber de como estou?
Estou bem, pois sou assim como sou!

Não me entendo e nem tento
Vivo desta forma a meu contento

Se digo em várias formas te amar
É por que sobre amor, não sei balbuciar

Assim sou eu
Assim sou tudo o que Deus me deu




8 de out de 2010

"Amor em um Ato"




Posso vezes ser demasiado insensato
Entregar-me de um todo num simples ato
Falo além do que deveria
Por dar voz a certa euforia

Dizem que sábio é deixar o coração falar
Serei sábio em amor prematuro profanar?
Se sabedoria estivesse neste se entregar
Não teria que vivenciar ao amor se findar

Sendo assim bobo que sou
De sábio mesmo nada restou
Mas ainda sendo bobo como parece
Prefiro falar de amor à dor que padece

Prefiro me entregar assim mesmo que em um ato
Que calar um sentimento e me esconder feito rato
Não sou corajoso por me entregar
Mas sou sincero quando o amor proclamar

A vida não começa onde se termina algo
Nem termina quando se começa um trago
Ela se estende por uma longa trajetória
E satisfaz se for vivida e não se bastar em memória



6 de out de 2010

"Amei foi em Verdade"



Sou sentimento exposto
Da razão serei o oposto
Hei de me ferir e vezes estar no poço
Mas que fazer se de mim não faço esboço

Tenho cicatrizes de desamores
Hei ainda de sentir muitos temores
Por vezes tais cicatrizes se vertem em dor
Hei de suportar mesmo sendo tamanho o torpor

Não sei dizer meia palavra ou palavra e meia
Não sei fazer composição que não me saia da veia
Sou assim desmedido e vezes perdido
Mas sou inteiro mesmo vezes vencido

Não me entrego com facilidade
Mesmo caído ainda mantenho a hombridade
Sou de gostar em demasia
Sofrer até mesmo com certa nostalgia

Pois se sofrerei, será com humildade
Sentirei com intensidade a dor e a saudade
Mas hei de me orgulhar na posteridade
Pois se amei, amei foi em verdade



5 de out de 2010

"Estrela Mensageira"


Vou deixar com que o ar leve a ti meu pensar.
Este desejo de lhe querer e tão somente lhe amar.
Vou deixar que as águas límpidas lhe lavem o rosto.
Lembrando que da lágrima não lhe desejo nem o esboço.

Que os pássaros a cantarolar lhe alegrem a vida.
Dizendo sem palavras o quanto és querida.
E que a terra molhada lhe mostre fertilidade.
Confirmando que o amor tem também virilidade.

Ao anoitecer que a Lua ilumine seus passos.
Mostrando-lhe que no amor se fazem os laços.
Que o Sol a cada amanhecer lhe aqueça.
A fim de lembrar-te que o amor existe para que lhe apeteça.

E as estrelas, tão belas do alto a iluminar.
Possam para ti piscar e dizer: “ele apenas quer lhe amar”...



2 de out de 2010

"Adoro Você"

glitters

Já foi acometido por uma sensação inexplicável de dizer algo?
De falar de seus sentimentos acerca de outrem, mas se manter calado!
Pois é, uma sensação estranha, mas que logo se cala por achar ser inapropriado.

Mas digo em verdade, posso ser punido por ser às vezes assim tão claro.
Não pensem que já não me senti mal por ter dado voz a algo.
Ao sentimento que não sabe como se expressar e pede ajuda para ser falado.
O que particularmente e piamente acredito ser o mais adequado.

O sentimento nasce dentro da gente sem sabermos do pôr que.
Mas sabe como ninguém que se deixar-se sucumbir fará quem os tem sofrer.
Contudo, por vezes quando dito põe tudo a perder.
Às vezes uma distância, por fazer assustar a pessoa sem ela compreender.

Gritam aos quatro cantos, para dizermos hoje o que nos apetecer.
Mas é necessário fazer entender que quando o dizemos não queremos aparecer.
São sentimentos que nascem mesmo sem a gente querer.
Simplesmente aparecem e quando notamos já esta a nos pertencer.

Por vezes parece exagerado, fora de hora ou até mesmo inesperado.
Não importa o que parece ser, ou o que pode por vezes parecer.
Importa que o sentimento seja algo sublime e a ele não se pode ver.
Por isso precisa ser falado para se fazer entender e logo transparecer.

Posso ser inadequado, vezes antigo e parecendo quadrado.
Mas ainda prefiro ser assim aos olhos do mundo, que me vê em separado.
Que ter de conviver comigo mesmo, mantendo um sentimento calado.

Digo que lhe Adoro.
Não pergunte o pôr que
Apenas sei de mim e que isso devia dizer.



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Web Analytics